papel de palha da cana 1 601x325 v2Foi instalada, no interior do estado de São Paulo, a FibraResist, primeira fábrica do mundo capaz de produzir matéria-prima para o papel a partir da palha de cana-de-açúcar. Esse processo inovador permite fabricar um papel biodegradável, de excelente qualidade e com valor de mercado competitivo com os papéis que utilizam pinus e eucalipto.

Nesse novo processo a palha é triturada e limpa, sendo em seguida acrescentado um produto químico capaz de separar a fibra da celulose. Após isso a fibra é reidratada, sendo transformada em uma pasta. É a partir dela que as indústrias produtoras de papel conseguirão fabricar cartolina, papel jornal e papel tissue (utilizado em papel higiênico e guardanapos). Porém, com o rápido avanço da tecnologia, em breve será possível ampliar a gama de opções de papéis que poderão ser fabricados a partir da palha de cana-de-açúcar. O processo de produção da pasta não agride o meio ambiente em nenhum momento, já que não há a emissão de poluentes.

Além disso, para produzir uma tonelada de papel é necessário aproximadamente 3,7 toneladas de bagaço de cana. Atualmente a indústria de celulose chega a utilizar até 14 toneladas de eucalipto para produzir a mesma tonelada.

Mesmo com o avanço da tecnologia digital o papel ainda é muito consumido no Brasil, principalmente no meio corporativo, como explica Anderson Martins da ImpressorAjato.com , loja virtual especializada em artigos para impressão para pequenas e médias empresas.

“As empresas estão sempre buscando encontrar novas soluções para reduzir o consumo de papel, seja reutilizando folhas ou investindo em novas impressoras que contam com diversas funções feitas para reduzir o desperdício. Logo, tecnologias sustentáveis para produção de papéis tendem a conseguir uma rápida aceitação por parte desses consumidores”.

Operando com apenas 25% da capacidade, a fábrica pretende aumentar gradualmente sua produção, trabalhando em parceria com cooperativas da região, gerando novos empregos. Mas, com certeza, o grande beneficiado será o meio ambiente.

Fonte: EngenhariaE

New Balance Mens Shoes USA

img 817x4602015 11 09 09 41 06 267573A primeira campanha portuguesa de crowdfunding na área de energia solar captou 29 investidores em nove dias. No total o projecto captou 50 mil euros.

A Parity concluiu a campanha de crowdfunding para a produção de energia solar entre 21 e 30 de Março. No total, foram 29 os investidores que apoiaram o projecto que visa a instalação de uma central fotovoltaica com 59 kW de potência na sede da New Vision, a empresa à qual o promotor do projecto arrendou o telhado para instalação desta central, de acordo com um comunicado enviado às redacções.

No total, a primeira campanha portuguesa de crowdfunding na área da energia solar recolheu 50 mil euros. O restante valor para a conclusão do projecto (avaliado em 67 mil euros) serão investidos pela empresa promotora: a portuguesa Our Power.

"Anualmente, os 221 painéis fotovoltaicos produzirão em média cerca de 93 MWh (o equivalente ao consumo de 30 famílias portuguesas) e evitarão a emissão de aproximadamente 46 toneladas de CO2 (o que equivale a cerca de 900 viagens de carro entre Porto e Lisboa) ", detalha a empresa.

Para Nuno Brito Jorge, fundador da Parity, "esta é mais uma prova de que as revoluções energética e de modelos de financiamento estão realmente a acontecer, pelo que estou certo de que este é apenas o primeiro de muitos projectos deste género a ser financiados na nossa plataforma".

Já Carlos Gonçalves, chairman da New Vision, acrescenta que "esta é uma excelente forma de qualquer empresa rentabilizar o seu telhado, tal como nós o fizemos, ao mesmo tempo que cumpre com a responsabilidade social de deixar um legado mais limpo às gerações futuras".

Fonte: Negócios

Nike Benassi Slide

sustentabilidade griO Laboratório de Sistemas Avançados de Gestão da Produção (Sage) da Coppe/UFRJ promoverá, nos dias 26 e 27 de abril, uma nova turma do Treinamento Certificado em Relatórios de Sustentabilidade GRI – G4. Com carga horária de 16 horas, o curso é certificado pela Global Reporting Initiative (GRI) e será realizado das 8h30 às 17h30, no prédio do Sage, no Centro de Tecnologia 2 (CT 2), Rua Moniz Aragão, 360, Bloco 2, Cidade Universitária.

O treinamento tem por objetivo apresentar as Diretrizes G4 e preparar os participantes para coordenar o processo de elaboração de Relatórios de Sustentabilidade GRI. Tais relatórios têm como objetivo informar os impactos ambientais, sociais e econômicos das atividades diárias de uma organização. É uma importante ferramenta de transparência, melhoria e redução de risco de uma empresa e, ao revelar sua atuação, mesmo expondo pontos críticos, a organização transmite segurança e credibilidade.

O programa do curso é divido em sete partes:

Parte I – Introdução ao relato de sustentabilidade e às Diretrizes G4
Parte II – Preparar: como planejar seu processo de relato
Parte III – Conectar: como engajar os stakeholders
Parte IV – Definir: como definir aspectos materiais e limites
Parte V – Monitorar: como construir seu relatório
Parte VI – Reportar: como verificar e comunicar
Parte VII – GRI support guide

O valor do treinamento é de R$ 2.400,00. Inscrições e informações podem ser obtidas em: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Tels: (21)3938-3541/3544. Contato: Soyla Argolo.

--
Carlos Ribeiro
Jornalista

Assessoria de Comunicação da COPPE/UFRJ
Telefones: (21) 3622-3406 / 3622-3408 / 3622-3467 / 3622-3506 / 97118-1765
Planeta Coppe Notícias:  coppe.ufrj.br
Twitter: @coppeufrj
Facebook: facebook.com/coppe
YouTube: /coppeufrj
Instagram: @coppeufrj

COPPE: 50 ANOS ANTECIPANDO O FUTURO

Zoom Kobe Venomenon VI 6