smart challengeApós a apresentação dos vencedores do Smart Living Challenge , em evento realizado no último dia 9 de junho, os mesmos iniciaram a idealização do projeto sobre mobilidade (programa MOVE do SLC), tema escolhido para o Brasil na edição 2015, que será implementado no campus da UFRJ, usando o mesmo como um "laboratório vivo". A ação é fruto de parceria entre o Parque Tecnológico UFRJ, a Embaixada da Suécia e o Projeto Fundo Verde - UFRJ.

Nesta terça-feira, 23 de junho, os membros do Smart Living Challenge Team tiveram uma reunião com o presidente da Organização Não Governamental Transporte Ativo, Sr. Zé Lobo, que compartilhou relevantes informações sobre projetos que a mesma ONG implementou com sucesso na cidade do Rio de Janeiro. Por ocasião deste encontro, foram também discutidos possíveis estudos a serem aplicados à Cidade Universitária, na áreas de acessibilidade e transporte. Paolo Galli, representando o Projeto do Fundo Verde - UFRJ, participou da reunião para trazer a experiencia do Fundo Verde no âmbito do planejamento da mobilidade na Cidade Universitária/Ilha do Fundão, reiterando a disponibilidade em proporcionar o apoio e em compartilhar as informações uteis para o Team desenvolver o Projeto.

collage smart

Membros do Smart Living Challenge Team numa reunião com o presidente da Organização Não Governamental Transporte Ativo, Sr. Zé Lobo

Air Jordan

revista da light

Implantado em 2013, o Fundo Verde tem por objetivo de fomentar projetos de infraestrutura sustentável em geração e racionalização do uso de energia, água e mobilidade urbana, áreas consideradas centrais no setor de eficiência energética global. O Fundo é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro, a UFRJ e a Light, tendo sido instituído pelo Decreto Estadual nº 43.903/2012, que isenta a universidade do recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na conta de energia da Cidade Universitária. Essa iniciativa conta com um orçamento anual de cerca de R$ 7 milhões. A gestão dos recursos é feita por um conselho composto por integrantes do Governo do Estado, da UFRJ e da Light.

O acordo foi assinado no final de 2012, e dois anos depois já é possível conferir os primeiros resultados dos projetos.  Entre as muitas frentes em inovação e projetos pilotos demonstrativos, vale destacar que foram instalados nos postes de luz módulos fotovoltaicos para a geração de energia, que beneficiam não só o campus como toda a rede ao entorno da UFRJ. Está prevista também a modernização do sistema de energia do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG), no Hospital Universitário, e a implantação de energia solar fotovoltaica em outros prédios do campus, o que contribuirá com a melhoria da eficiência energética, otimizando recursos.

Existem outros importantes projetos em andamento, como o estacionamento solar fotovoltaico, que vai gerar energia renovável e melhoria dos espaços urbanos com sombra para os carros; e o programa de mobilidade urbana, que conta com um veículo movido a biodiesel de óleo residual, doado pelos restaurantes do campus, para o transporte interno nos horários críticos; com a aquisição de jardineiras elétricas utilizadas para o transporte de alunos e funcionários dentro da Cidade Universitária; e com um novo sistema cicloviário. As ações não param por aí e beneficiam até o alojamento e o grêmio estudantil, que, por meio de coletores solares, produzirão água quente (texto adaptado da Revista de Eficiência Energética da Light, nº 5, pág 40-41, novembro 2014).

Confira a matéria na íntegra clicando aqui.

Kids Footwear Online dress

suecia mobilidade siteRio de Janeiro, Junho de 2015 - A Embaixada da Suécia, o Swedish Institute e o Munktell Science Park e o Fundo Verde da UFRJ buscam brasileiros inovadores e que tenham sugestões de como lidar com a mobilidade urbana. O Smart Living Challenge, desafio mundial organizado pelo Swedish Institute e seus parceiros, desembarca novamente no Brasil com o intuito de desenvolver um projeto que será aplicado na Cidade Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, visando a sustentabilidade das cidades.

O Smart Living Challenge foi criado com o objetivo de incentivar discussões e desenvolvimento de projetos sob três grandes temas: Transporte (Move), Alimentação (Eat) e Moradia (Live). Em 2015, três países participam desse desafio: o Brasil focará no tema Transporte; a Sérvia desenvolverá o de Moradia; e a Zâmbia o de Alimentação.

A Cidade Universitária da UFRJ, no Rio de Janeiro, é a cidade escolhida para o projeto-piloto ligado ao tema ‘Move’. Com o mote “From ideas to making it happen” (De ideias para a realidade, em tradução livre) o desafio, se bem-sucedido em sua aplicação, pode vir a ser ampliado para o Rio de Janeiro ou para qualquer outro lugar do mundo. Além disso, o projeto será exibido durante a COP21, a ser realizada em Paris, França, no final do ano.

O intuito é reunir estudantes de graduação, professores do ensino superior e jovens profissionais das mais diversas áreas do conhecimento, que tenham espírito inovador e ideias criativas, para trabalharem a questão da mobilidade sustentável dentro da UFRJ.

O evento de lançamento

O evento de anúncio dos seis escolhidos para realização do projeto ocorrerá no dia 09 de junho, terça-feira, às 10 horas, no Auditório do Parque Tecnológico da UFRJ, e será aberta ao público. A cerimônia contará com a presença do Embaixador da Suécia no Brasil, Sr. Per-Arne Hjelmborn, a coordenadora executiva do Fundo Verde da UFRJ, Professora Suzana Kahn;  e trará os vencedores do Smart Living Challenge 2014, projeto Bicicletaria Cultural, além do diretor da ONG Transporte Ativo, Eduardo Bernhardt, e Johanna Olsson da Hyper Island que promoverão uma discussão sobre mobilidade inteligente e sustentável e seus desafios.

Prestigie nosso evento com sua presença!

 

Para mais informações: 

www.smartlivingchallenge.com

Off White X Max 97