foto carro bike Integra

Projeto de mobilidade compartilhada ‘Integra UFRJ’ já é um sucesso na UFRJ

19/09/2017



O projeto de mobilidade compartilhada do Fundo Verde UFRJ foi inaugurado no dia 12 de setembro com 8 estações e 60 bicicletas para compartilhamento. Trata-se de um projeto piloto financiado com recursos do Fundo Verde e com duração de 3 anos.


Os indicadores já demonstram que o projeto já é um sucesso. "Alcançamos a marca de 10 viagens por bicicleta/ por dia, segundo dados da empresa que gerencia as viagens. Esse número é bastante representativo. No caso do Brasil, um número considerado bom é de 4 viagens por bicicleta/ por dia", disse a gerente do Escritório de Projetos do Fundo Verde, Andréa Santos.

De acordo com a Coordenadora Executiva do Fundo Verde, Prof.ª Suzana Kahn, o projeto tem sido muito elogiado pelos alunos da UFRJ. “Temos recebido muitos elogios, em especial dos alunos, inclusive vários pedidos para ampliarmos o número de bikes. Ficamos muito felizes em contribuir para uma mobilidade mais sustentável no campus”.

Lembrando que o Projeto Integra UFRJ ainda contará com 2 carros elétricos até o final do ano para apoiar a mobilidade na Cidade Universitária.

Saiba mais em: http://www.integraufrj.com.br/

 

Fonte: ASCOM Fundo Verde UFRJ

Screenshot 1

 

 

RIO - A partir da próxima terça-feira, a Cidade Universitária vai ganhar um novo sistema de transporte. Alunos e funcionários passarão a contar com bicicletas comunitárias, que poderão ser reservadas de graça através de um aplicativo de celular. Em outubro, o sistema ganhará dois carros elétricos, que também poderão ser usados para o deslocamento interno dentro do campus.

- Aqui existem alguns ônibus que fazem o transporte, mas não são suficientes. Serão 60 bicicletas em oito estações - explica Suzana Kahn, responsável pelo chamado Fundo Verde da universidade, que aplica o dinheiro do imposto da conta de luz - que ao invés de ser repassado ao Estado fica com a universidade - em projetos sustentáveis dentro do Fundão.

Segundo Suzana, com a chegada do BRT no Fundão, aumentou a circulação de pessoas na área. A ideia é que as bicicletas e os carros possam ser usados para facilitar o deslocamento na área, que possui 6 Km de ciclovia. O equipamento poderá ser usado de graça pelos estudantes e os funcionários por um período máximo de 40 minutos por vez. Os carros, com capacidade para quatro passageiros, terão autonomia de 120 km.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/fundao-vai-ganhar-sistema-de-bicicletas-carros-comunitarios-21799621#ixzz4sTDPfAQb